Desenvolvimento de Carreira

Frustração profissional ronda os trintões

Escrito por @transfigurarte

Essa semana eu li uma pesquisa que me chamou atenção! O estudo aponta que os jovens com 30 anos estão insatisfeitos e só trabalham para sobreviver. Pesquisa indica que 52% dos jovens brasileiros com 30 anos estão frustrados com a carreira, trabalham para sobreviver e não fazem o que gostam. O estudo “Projeto 30”, feito pela Giacometti Comunicação, ouviu 1.200 pessoas dessa faixa etária. O coordenador do estudo disse que a baixa “criticidade” de pensamento, somada a escolhas vocacionais equivocadas, resultam em trintões insatisfeitos com a vida profissional.

Pelo levantamento, apenas 16% dos jovens das classes A e B e 15% da classe C estão realizados com o trabalho, enquanto 9% dos entrevistados de alta renda e 10% da classe C aceitariam ganhar menos para ter qualidade de vida. 26% dos entrevistados das classes A e B gostariam de ter uma profissão que proporcionasse mais realização. Esse sentimento é compartilhado por 28% dos pertencentes da classe C. O estudioso afirma que esses jovens podem estar conectados a tudo menos a eles mesmos e acrescenta: “A ausência de autoconhecimento faz com que se deixem levar por influência de terceiro. Por não serem autores das próprias vidas, as escolhas, na maioria das vezes, são enganos”. O diretor da consultoria de recolocação profissional Produtive, Rafael Souto diz que as pessoas planejam pouco a carreira, escolhem o que aparece e olham mais a questão financeira – e a pesquisa mostra que 86% buscam isso -, mas essa não é uma estratégia sustentável de carreira, tanto que 52% estão frustrados.

Esses dados refletem o que percebo constantemente na clínica. As pessoas se preocupam com a estabilidade financeira e deixam de analisar o quanto aquele projeto vai impactar seu nível de felicidade, satisfação e realização. Ou seja, não adianta fazer gestão de carreira priorizando o dinheiro. O dinheiro é um componente importante, mas precisa vir acompanhado de identificação com a empresa, com o trabalho e com a área de atuação para que o trinômio empresa, atividade e dinheiro funcionem. Se estiver desequilibrado, haverá insatisfação.

Por acreditar que todos podem viver bem fazendo aquilo que amam, eu elaborei junto com minha parceira, Célia Garcia, também psicóloga, de MG, com 15 anos de experiência em Recursos Humanos, o Workshop: “Desenvolvimento de Carreira” que acontecerá no dia 17 de setembro em Copacabana. Para obter mais informações, você pode me ligar ou acessar o site: https://www.eventick.com.br/desenvolvimentodecarreira.

Até a próxima!

Por Luana Menezes

Sobre o autor

@transfigurarte

Transfigurar-te - O Espaço Transfigurar-te foi fundado pelas Psicólogas:
Luana Menezes e Vanessa Gonçalves, especializadas no desenvolvimento humano.

Deixe um comentário