Desenvolvimento Pessoal

Como aproveitar a viagem até o destino respeitando o nosso tempo e limite

Escrito por @transfigurarte

Outro dia, recebi uma foto de uma bela paisagem. Nela, havia um carro na estrada e vários balões em volta e junto tinha a seguinte frase: “O destino é um detalhe, viajar é o que importa”.

Essa frase me fez refletir… Muitas vezes acreditamos que só seremos felizes quando atingirmos o objetivo final… Quando conseguirmos chegar onde queremos, quando tivermos aquilo que tanto desejamos, quando conquistarmos a pessoa, a casa ou a ocupação ou emprego que almejamos. Sem nos darmos conta do estresse que isso nos provoca e quantas vezes perdemos o foco do presente deixando, por vezes, de viver momentos que nos cerca.

Diante de tantas demandas que nos colocamos a cumprir e diante da frustração de não conseguirmos atender a todas elas com êxito porque, afinal, somos humanos e precisamos descansar. O transtorno de ansiedade só vem crescendo a cada dia. O foco está sempre no futuro e quando olha para o presente ou passado é para pontuar o que não fez e que poderia já ter feito ou pensado. Por que viver assim? Por que tanta intolerância consigo mesmo? Precisamos compreender que é necessário vivenciar experiências que nos trazem aprendizado e reflexões e que a resposta para algo que buscamos vem numa velocidade que não é a do tempo da tecnologia. O nosso tempo é diferente. Vamos de acordo com o nosso ritmo, vamos pensar e repensar, tentar, fazer, errar e voltar de novo. Temos que nos permitir descansar, ter um tempo para fazer nada mesmo, pensar na vida, fazer algo que goste só para se distrair e no final do dia, quando for dormir, pensar em tudo aquilo que fez durante o dia, e não se concentrar somente no que deveria ter feito ou no que tem que fazer. E a cada novo dia de manhã, se responder à seguinte pergunta: O que eu posso fazer para tornar o meu dia feliz?

E precisamos curtir todos esses momentos que fazem parte do nosso caminho. Vamos olhar para onde queremos chegar, mas vamos aproveitar ao máximo o nosso momento presente com tudo o que ele nos traz.

E assim, chegamos lá onde queremos e continuamos desejando mais! E que bom! Sinal que estamos vivos, que queremos viver! Mas o bom mesmo é a caminhada até lá… Não adianta ficarmos ansiosos com o fim… Sempre haverá um novo final! Vamos aproveitar a caminhada! A vida é um sopro! Não fiquemos ansiosos para que ela chegue ao fim.

Por Luana Menezes

Sobre o autor

@transfigurarte

Transfigurar-te - O Espaço Transfigurar-te foi fundado pelas Psicólogas:
Luana Menezes e Vanessa Gonçalves, especializadas no desenvolvimento humano.

Deixe um comentário